Alamanaqueiras: ou não queiras.

Alamanaqueiras: ou não queiras.

quinta-feira, 29 de junho de 2017

são coisinhas tão inocentes pra falar

Procurador preso pela Lava Jato diz que é inocente e que está ‘ansioso para falar’

POR PAINEL



Dia da caça 

Preso há 42 dias sob a acusação de vender informações aos donos da JBS, o procurador da República Ângelo Goulart Villela quer falar. Seus interlocutores dizem que ele anseia ser chamado pelas autoridades –Polícia Federal, Ministério Público ou Justiça– a dar a sua versão da trama que o levou ao cárcere. A pessoas próximas, ele nega ter praticado qualquer ato de corrupção e garante que sua atuação seguiu roteiro idêntico ao que guia “todo procurador que tenta fechar uma delação”.

Soa como música 

Villela é visto pelo universo político como uma peça-chave no jogo dos que querem desnudar o modus operandi da Procuradoria-Geral da República nas negociações por acordos de delação premiada.

Todo ouvidos 

Aliados do presidente Michel Temer, que está em guerra aberta contra Rodrigo Janot, já deram sinais de que pretendem convocar o procurador preso a falar no Congresso. Esperam a instalação da CPI da JBS para articular uma convocação.

Várias frentes 

A Comissão de Finanças da Câmara aprovou um convite ao ex-procurador Marcello Miller para falar ao colegiado sobre possíveis irregularidades nas operações financeiras da JBS.
Cajadada só Ex-braço direito de Rodrigo Janot, Miller foi chamado como representante do escritório que negociou a leniência do grupo. Na prática, os deputados querem explorar sua ida para a banca em meio à delação de Joesley e Wesley Batista.

Pela culatra

Indicada por Temer para suceder Rodrigo Janot na chefia da PGR, Raquel Dodge contou com o apoio de ala vista como a mais radical do Ministério Público.

Com quem andas? 

Entre seus apoiadores estão Raquel Branquinho e José Alfredo de Paula Silva. Ambos atuaram com o ex-procurador-geral Roberto Gurgel no mensalão.

Dividir para reinar Aliados do presidente, porém, comemoraram o fato de ele ter seguido à risca a estratégia de escolher rapidamente a sucessora de Janot. Com isso, dizem, “o Planalto jogou um balde de gelo na xícara de café” do procurador-geral.

Venha! 

O presidente pediu que emissários entrassem em contato com Raquel Dodge na noite de terça-feira (27), antes de receber oficialmente a lista tríplice da ANPR.

Tira da frente 

Ao pedir que Edson Fachin, do STF, enviasse a denúncia contra Michel Temer direto para a Câmara, a defesa do presidente tentou acelerar o que considera a “pior” das acusações: corrupção passiva.

Temos pressa

Auxiliares de Temer avaliam que o melhor é correr para dar menos margem a fatos novos. O Planalto calcula que a Câmara apreciará o caso na semana de 24 de julho. Temer conta com a suspensão do recesso.

Às claras 

O impasse no julgamento sobre a possibilidade de revisão de delações na Justiça ficou evidente no fim da sessão do Supremo desta quarta (28). Há forte divisão na corte e a decisão deve ser por um placar apertado –a favor ou contra.

Suicida 

A aliados, Renan Calheiros (PMDB-AL) fez previsão pessimista sobre seu partido. Disse que a sigla pode até salvar Michel Temer da degola, mas vai morrer para completar a missão.

Calma lá 

O líder do PSDB na Câmara, Ricardo Tripoli, é criticado pela ala do partido que quer ficar no governo Temer. Esse grupo diz que, em vez de atuar como bombeiro, o paulista tem jogado gasolina no impasse.



TIROTEIO
O que mais espanta neste governo não são os políticos que estão presos, mas sim aqueles que ainda estão soltos.

DA SENADORA KÁTIA ABREU (PMDB-TO), sobre a grave crise política que o governo atravessa, às vésperas de a Câmara receber a denúncia contra Temer.

CONTRAPONTO

Versão 2.0

Durante a reunião do prefeito de São Paulo, João Doria, com a bancada do PSDB na Câmara, nesta quarta-feira (28), a deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP) falava que o correligionário dá exemplo pelo trabalho que vem executando à frente da capital paulista.

Em meio aos colegas, Mara seguiu dizendo que o prefeito havia inaugurado uma “nova espécie”.

Diante dos olhares de interrogação, emendou:

— Houve o Homo erectus, há o Homo sapiens e, agora, Doria, você criou o ‘Homo despertus’ — disse, em referência à fama do prefeito de dormir pouco.
A gargalhada foi geral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário