Alamanaqueiras: ou não queiras.

Alamanaqueiras: ou não queiras.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

resistir é preciso...

  Pedro Abramovay 


Muito lindo o gesto corajoso dos cineastas brasileiros em Berlim que não abaixaram a cabeça em momento de glória profissional e, em plena embaixada brasileira em Berlim, denunciaram a crise democrática pela qual o Brasil passa, o ataque aos direitos sociais e, fundamental no caso deles, os riscos às políticas públicas de audiovisual. Levantam a voz e dizem: se há algumas dezenas de filmes brasileiros, fato inédito, em 3 dos principais festivais do mundo este ano, isso não se deve a uma conjunção astral: trata-se de política pública.




E a política pública está ameaçada.

No atual clima do país, é natural que algumas pessoas confundam as coisas e ataquem esse grupo por aceitar o convite de uma embaixada brasileira no atual contexto político. Mas seria muito grave se eles não fossem. Já nos cassaram o voto, não podem nos cassar a cidadania. Reconhecer a embaixada brasileira como o Estado e se posicionar politicamente diante dela é um ato político, e corajoso, de cidadãos e cidadãs. 

Muito orgulho desses artistas que não fogem do debate político e ocupam o espaço de visibilidade que conquistaram para questionar os absurdos do governo brasileiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário