Alamanaqueiras: ou não queiras.

Alamanaqueiras: ou não queiras.

Playlist Almanaqueiras

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

também estamos nessa: o primeiro blog independente detentor do premio Nobel. considerem o nosso nome: hehehe


Ademir Assunção


QUATRO COISAS SOBRE O DYLAN NOBEL

1) Nunca entendi o enigma: por que o Nobel é concedido somente quando o sujeito já está velho, quase batendo os pinos e falhando o motor? Não seria bem melhor dar um milhão e duzentos mil dólares para o cabra quando ele ainda tem energia – física e criativa – para continuar mandando brasa?



2) Bob Dylan não precisa dessa grana. Eu também não preciso dessa grana. O que eu preciso é do que ela me propiciaria: tempo. Tempo para me dedicar integralmente, day after day, à criação artística. Portanto, Senhores Suecos, considerem meu nome para o ano que vem. Não esperem até que eu esteja no bico do corvo, ok?

3) Vejo um montão de poetas revoltados por Dylan ter ganhado o Nobel de Literatura. Muitos poetas ainda consideram Poesia apenas aquilo que é publicado em livro. Jamais entenderam que em sua origem a poesia está ligada diretamente à voz – “artefato” muito mais antigo do que a escrita e muito, muito mais antigo do que o livro. Também não consideram que 90% (talvez até mais) do que se publica em livro no mundo, com o pomposo rótulo de Poesia, não chega aos pés dos poemas cantados de Bob Dylan.

4) Jorge Luis Borges, Yukio Mishima, Ezra Pound, Fernando Pessoa e Guimarães Rosa jamais ganharam o Nobel. Prêmios não significam nada – principalmente para quem já conquistou quase tudo o que queria e agora desliza nas águas do Cabo da Boa Esperança. Por outro lado, é certo que no mundo inteiro tem uma pá de poetas e escritores vivos, bons pra caralho e fodidos pra cacete, que ficariam muito alegres com uma bolada dessas. Considerem, Senhores Suecos, para os próximos anos. Sem mais, obrigado pela atenção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário