Alamanaqueiras: ou não queiras.

Alamanaqueiras: ou não queiras.

Playlist Almanaqueiras

quarta-feira, 15 de março de 2017

O ator Wagner Moura poderá pedir reparações na Justiça

Wagner Moura pode processar governo após ser atacado em vídeo

Foi criticado em filme que defende reforma da Previdência

Planalto: ator foi contratado por MTST para inventar ficção

Assessoria afirma que Moura participou voluntariamente

Poder 360




O ator Wagner Moura poderá pedir reparações na Justiça após o Planalto o atacar em 1 vídeo divulgado na 3ª feira (14.mar.2017). Conforme a assessoria do ator, ele estuda a ação com seus advogados.

Moura é o narrador de uma peça elaborada pelo MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) em parceria com a Mídia Ninja.

No vídeo, ele critica os principais pontos da proposta de reforma da Previdência: idade mínima, paridade na aposentadoria de homens e mulheres e a exigência de 49 anos para obtenção da aposentadoria integral.

A produção, elaborada pela equipe de comunicação do governo, dedica-se a rebater os argumentos apresentados pelo ator. “O MTST contratou 1 ator para inventar uma ficção sobre a reforma da Previdência”, diz a introdução do filme.

REFORMA REPRESENTA ENORME PREJUÍZO

A assessoria de Moura informa que o ator não recebeu pelas gravações. “Participou voluntariamente da mobilização”, diz a nota. Leia a íntegra do comunicado enviado à imprensa:

“Wagner Moura esclarece que diferentemente do que foi dito no vídeo publicado pelo governo federal em suas redes sociais no dia 14 de março, ele não foi contratado pelo MTST para vídeo contra a proposta de reforma da previdência. Wagner participou voluntariamente da mobilização, pois ao contrario do que diz o vídeo do governo, acredita que essa reforma representa mais um enorme prejuízo aos direitos dos trabalhadores brasileiros.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário