Alamanaqueiras: ou não queiras.

Alamanaqueiras: ou não queiras.

Playlist Almanaqueiras

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

detalhes tão pequenos...

Receita Federal investiga contas das fundações FHC e Ulysses Guimarães

Mônica Bergamo 


A Fundação FHC e a Fundação Ulysses Guimarães, vinculada ao PMDB, entraram na mira da Receita Federal, que está vasculhando as contas das duas entidades há vários meses.

DE PORTA EM PORTA

Até agora, nenhuma irregularidade relevante teria sido encontrada. A fiscalização ainda não foi encerrada.

NÃO COMENTO

A Fundação FHC, em nota, afirmou que "recebeu um termo de diligência fiscal em abril de 2016", mas não quis comentar o caso. A Fundação Ulysses Guimarães disse, por meio da assessoria de imprensa, que não iria se pronunciar sobre o assunto.

NÃO PODE

A Receita também investiga o Instituto Lula, que já foi autuado por "desvio de finalidade" por ter feito gastos que não poderia, já que é uma entidade sem fins lucrativos e, por isso, isenta de impostos.

PONTO DE VISTA

Lula não foi a favor da demissão da médica acusada de vazar uma leitura do diagnóstico de Marisa Letícia. Segundo interlocutores do presidente, ele defendeu que ela passasse por um curso de ética profissional, permanecendo no emprego.

CONSENSO

O advogado Antonio Cláudio Mariz de Oliveira diz que a decisão de não ir para o Ministério da Justiça foi tomada de comum acordo entre ele e o presidente Michel Temer. Uma eventual nomeação, diz Mariz, "poderia engrossar o coro dos que apontam uma fantasiosa intenção do governo de barrar a Operação Lava Jato". Ele já fez crítica às investigações. Além disso, tem clientes vinculados à empreiteira Odebrecht, que não poderia mais defender caso fosse para o cargo.

FECHADOS COM ELE

O Movimento de Defesa da Advocacia afirma que tentará fazer Temer mudar de ideia. A entidade divulga nesta terça (14) nota de apoio a Mariz para a Justiça por seu "inquestionável conhecimento técnico e jurídico" e capacidade de gestão.

PEÇAS SELECIONADAS

A peça "O Duelo", com os atores Camila Pitanga, Paschoal da Conceição e Vanderlei Bernardino, abriu no sábado (11) a 4ª Mostra Petrobras Premmia de Teatro. Estiveram na plateia do Auditório Ibirapuera a produtora Luciana Lima e os atores Igor Angelkorte, namorado de Camila, e Roberto Curan.

DO PALCO À BANCADA

A convocação da cantora Claudia Leitte para depor na CPI da Lei Rouanet voltou a ser discutida após ela se negar a devolver R$ 1,2 milhão aos cofres públicos. O valor deveria ter sido depositado por causa de irregularidades encontradas pelo Ministério da Cultura em uma turnê dela financiada com a lei de incentivo.

BANCADA 2

A CPI já aprovou a convocação de uma representante da produtora de Claudia. A data do depoimento ainda será marcada, mas o convocado pode ficar em silêncio. "Se não falar, vamos convocar a cantora para dar explicações. Estou evitando ao máximo essa espetaculosidade, mas, diante da má vontade dos artistas com a comissão, será necessário", diz o presidente da CPI, Alberto Fraga (DEM-DF).

BANCADA 3

O ministério determinou a devolução porque considerou que os shows descumpriram exigências como a de democratização de acesso. Claudia Leitte apresentou recurso, mas perdeu. O prazo legal para o pagamento já terminou, e o processo seguirá para o TCU (Tribunal de Contas da União). A cantora entrou na Justiça pedindo revisão do valor, considerado por ela "desproporcional".

BANCADA 4

Nesta terça (14), a CPI decide se convida para depoimento o diplomata Sergio Paulo Rouanet, que elaborou a lei. Também será votada pelos deputados a convocação do secretário de Estado da Cultura de São Paulo, José Roberto Sadek, e dos ex-titulares da pasta Marcelo Araujo e Andrea Matarazzo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário