Alamanaqueiras: ou não queiras.

Alamanaqueiras: ou não queiras.
Artrópodes articulando.

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

detalhes tão pequenos...

Polícia Federal conclui relatório que aponta irregularidades na campanha Dilma-Temer


POR PAINEL
Laranjal O relatório apresentado pela Polícia Federal na ação que pede a cassação da chapa Dilma-Temer na disputa de 2014 concluiu que parte dos recursos pagos pela campanha às três gráficas que são alvo da investigação não se destinava a cobrir gastos da corrida presidencial. Segundo a PF, o dinheiro tinha como destino último, na verdade, pessoas físicas e jurídicas, além de fornecedores e subfornecedores. O documento foi entregue ao TSE na quarta-feira da semana passada.
Bola de cristal turva Ministros do STF reclamam do elevado grau de imprevisibilidade de Cármen Lúcia, presidente da corte, sobre quem substituirá Teori Zavascki na relatoria da Lava Jato.
Quem dá mais Os poucos magistrados que arriscaram palpites nesta segunda (23) ecoaram a ideia de deslocar o ministro Edson Fachin para tocar a operação no Supremo.
Tirou o pé O Palácio do Planalto está certo de que Cármen Lúcia não decidirá o impasse durante o recesso do Judiciário, percepção compartilhada por integrantes do tribunal. A definição, portanto, ficaria para fevereiro.
Liga pra mim A ministra telefonou para Michel Temer nesta segunda. Reconheceu o apoio dado pelas Forças Armadas nas horas seguintes à queda do avião.
apode2401painell
Alcunha zen Cotado para assumir a cadeira de Teori Zavascki no Supremo, Ives Gandra Martins Filho, presidente do TST (Tribunal Superior do Trabalho), é chamado de “monge” pelos amigos.
Questão de fé A biografia do magistrado, publicada no site do tribunal, sustenta que ele é “feliz com a sua vida” e afirma que “escolhas como o celibato fazem parte de uma decisão de Deus”.
E agora? Em entrevista a uma agência de notícias católica, em 2012, ele afirmou que o rito de indicação dos ministros do Supremo era “ruim”, pois dependia “exclusivamente de vontade política” ou da “amizade do presidente com o candidato escolhido”.
Tradição O piloto Osmar Rodrigues, também vítima do acidente aéreo que matou o ministro Teori Zavascki, fazia o trajeto São Paulo-Paraty há muitos anos com o empresário Carlos Alberto Filgueiras.
Adrenalina Um amigo do dono do hotel Emiliano, que diz ter vivido momentos de tensão naquela rota a bordo do mesmo avião, faz a seguinte comparação sobre o trecho: “É como soldado que trabalha no paiol de pólvora: acostuma-se com o perigo”.
Parla! O Planalto se incomodou com a falta de informações oficiais para o público sobre o acidente que vitimou Teori. No vácuo da Aeronáutica, avaliou o governo, as teses conspiratórias acabaram ganhando mais força.
Big stick O PSDB nacional dissolverá a direção do partido em todas as cidades em que dirigentes tucanos municipais não tenham lançado candidato a prefeito nem conseguido eleger vereadores nas últimas eleições.
Doutrina Monroe Os diretórios dos Estados onde a sigla não tiver conquistado ao menos 6% do eleitorado também serão dissolvidos. Com isso, RJ, RR, AP, SE e BA devem ter novos dirigentes a partir de maio. A norma será divulgada nesta terça (24).
Prêmio de consolação A candidatura de José Medeiros (PSD-MT) à presidência do Senado lhe rendeu, ao menos, um espaço no governo. O Planalto nomeia nesta terça Renato Antonio Borges Dias para o comando da Polícia Rodoviária Federal — pleito antigo do parlamentar.
Tô no jogo Ainda na sexta (20), Rodrigo Maia (DEM-RJ) passou a mão no telefone para procurar líderes aliados. Avisava sobre a liminar que barrou momentaneamente sua candidatura e mostrava confiança de que ela seria revertida — o que de fato aconteceu nesta segunda-feira.

TIROTEIO
Quem tem um pensamento acinzentado e só frequenta galerias de arte, nunca vai entender as cores dos artistas de rua.
DA VEREADORA JULIANA CARDOSO (PT), sobre o prefeito João Doria (PSDB) ter apagado grafites da avenida 23 de Maio, substituindo-os por tinta cinza.

CONTRAPONTO
Pegadinha do malandro
No auge das negociações com a Câmara Federal para a aprovação da PEC do teto dos gastos, no ano passado, Michel Temer (PMDB) percorreu sua agenda de contatos para convencer deputados, de alto a baixo clero, sobre a importância de se aprovar a medida.
Em pleno domingo à tarde, o presidente da República demorou-se ao telefone com Alfredo Kaefer (PSL-PR). Quando o deputado desligou, colegas que estavam ao lado do parlamentar no momento da ligação solene duvidaram que fosse de fato Temer do outro lado da linha.
Um dos incrédulos zombou:
— Quem você mandou te ligar, Kaefer?

Nenhum comentário:

Postar um comentário