Alamanaqueiras: ou não queiras.

Alamanaqueiras: ou não queiras.
Artrópodes articulando.

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

"Bando de feladaputa!"

CONTRA CULTURA: Ameaçado de fechar após governo Temer cortar apoio, projeto de Chico César no Sertão da PB que promove cursos gratuitos a jovens passa por dificuldade financeira e inicia campanha .

Casa do Béradêro criada por Chico César forma crianças e adolescentes através de atividades ligadas à cultura e educação.


Diário do Sertão
Durante uma série de reportagens especiais na chamada ‘Região 89’, no Sertão paraibano, a equipe da TV Diário do Sertão conheceu um projeto que tenta superar as dificuldades financeiras para continuar promovendo arte e profissionalizando crianças e jovens na cidade de Catolé do Rocha.
O Instituto Cultural Casa do Béradêro é uma associação sem fins lucrativos criada pelo cantor e compositor Chico César, que é natural de Catolé do Rocha, em parceria com sua primeira professora de música, a freira Iracy Barboza. A entidade trabalha na formação de crianças e adolescentes através de atividades ligadas à cultura e educação, principalmente à música.
Projeto oferece curso gratuito de formação musical, entre outros
O projeto oferece cursos gratuitos de formação musical, teatro, dança, capoeira, artes plásticas, audiovisual, reforço escolar, leitura, informática e curso profissionalizante de técnica de áudio em estúdio. Ele foi mantido com recursos próprios até 2009. Depois foi beneficiado com patrocínio da Petrobras até janeiro deste ano, quando a estatal cortou a ajuda. Com isso, o Béradêro vem passando por dificuldades.
– Esses jovens são guerreiros, continuam estudando, vêm ensaiar, eu tento vir aqui todo mês para estar junto deles para não desaparecer – diz o professor e coordenador do projeto, Yerko Tabilo.
Professor de música Yerko Tabilo (no centro) com os alunos do projeto
O trabalho de difundir cultura através da música também vai até as escolas públicas e particulares do município. Com todo esse empenho, o instituto já vem colhendo os frutos plantados. Alguns alunos estão se destacando e integrando diversas orquestras pelo Estado, além de ingressarem nos cursos bacharelados de Música em universidades públicas.
– Eu trazia os professores jovens para verem a realidade do Sertão, e não trazia qualquer professor, tinha que ser um cara que se emociona como eu, especialmente engajado nesse tipo de trabalho. Eu venho por amor mesmo – ressalta Yerko.
Alunos estão integrando orquestras e ingressando em cursos de Música de universidades públicas
Para que o projeto possa continuar mudando vidas, a direção está realizando uma campanha para arrecadar fundos através do site de financiamento coletivo Kickante, pelo endereço www.kickante.com.br/beradero.
– É muito importante que esse projeto continue. Então estamos nesse momento tentando arrecadar dinheiro para continuar, e aqui não é caro. Então esse projeto não deve acabar – diz o professor.
Instituto Cultural Casa do Béradêro

Nenhum comentário:

Postar um comentário