Alamanaqueiras: ou não queiras.

Alamanaqueiras: ou não queiras.

domingo, 4 de dezembro de 2016

Querem Temer. Que morram com ele.

  Fabio Sa e Silva

Tanto em São Paulo quanto em Brasília houve muito esforço dos manifestantes para demonstrar confiança em Temer e dizer que não estão nas ruas para pedir "Fora, Temer"
Vamos então recordar alguns fatos:

1) Temer acaba de ser publicamente exposto por seu ex-Ministro Calero em tráfico de influência barato em favor de seu também ex-Ministro Geddel. Acuado, inventou um conflito jurídico onde não existe;



2) Temer perdeu seis Ministros em seis meses por condutas impróprias;

3) Temer foi delatado por Odebretch e Sergio Machado;

4) Renan, o aparente alvo dos manifestantes de hoje, disse em alto e bom tom (captado pelo microfone) na posse de Temer: "Tamo junto" (e eu me lembro da Cristiana Lobo elogiando a "união", afinal, entre legislativo e executivo);

5) O mesmo Renan tem feito esforço hercúleo para aprovar a PEC 55 no Senado, principal medida de Temer, apoiada pelos tais manifestantes. Em seu cronograma está promulgá-la até 15/12.

6) O comportamento de Renan é, assim, muito diferente do ele que adotou em relação a Eduardo Cunha, segurando, no Senado, o que vinha da Câmara. Há, hoje, um claro alinhamento entre Maia, Renan, e Temer... E não é só em relação às medidas econômicas;

Por essas e por outras, não dá mais pra disfarçar

Os "manifestantes" de hoje não são contra a corrupção; apenas contra aqueles corruptos que atrapalham suas agendas.

Para eles, o paraíso seria Temer destruindo as políticas sociais e reformando a previdência e a lava jato avançando apenas contra os petistas.

Admiro figuras como Antonio Prata ou Pablo Ortellado, que estão buscando criar convergências. Mas a esquerda, nesse momento, não deve se misturar com esses "movimentos"
O país rachou em 2014, e não foi por corrupção, foi por projeto: um mais igualitário, o outro mais excludente (ambos com um pé na corrupção). Só o que pode curar a ferida, na política, é o retorno a soberania popular.

Mas já sabemos que o Vem Pra Rua e o MBL não querem novas eleições: Querem Temer. Que morram com ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário