Alamanaqueiras: ou não queiras.

Alamanaqueiras: ou não queiras.

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

agora só falta trazer a lambada de volta: "chorando se foi quem um dia só me fez chorar..."

Oba! O Brasil da década de 90 está de volta!
"Pela primeira vez em 13 anos o salário mínimo não alcança a inflação; 
Mais de 8 milhões de pessoas deixam de voar de avião e voltam para as rodoviárias;

Resultado de imagem para lambada chorando se foi

Os remédios são autorizados a subirem acima da inflação;

As passagens de ônibus urbanos têm aumentos de até 35% e extingue-se gratuidades a idosos;

Gasolina subiu 3 vezes em dois meses;

A exploração do petróleo brasileiro é feita por empresas estrangeiras, gerando lucro e empregos por lá;

A mídia voltou a ficar do lado do governo, escondendo, mentindo e escamoteando os problemas;

Temos quase 22,5 milhões de desempregados;

Jovens de famílias pobres ficam sem possibilidade de estudar em universidades públicas de novo;

Chacinas e criminalidade por todos os lados mas a polícia se preocupa em bater em estudante;

Mulheres e homossexuais sendo mortos e espancados por todos os lados;

Citado em propina de 23 milhões anda solto enquanto negro com pinho sol está preso;

Juiz que descumpre a lei ganha prêmio, juiz que cumpre (no norte) é achincalhado pela imprensa;

Parlamento concede aumentos para si e para grupos abastados, enquanto congela os salários de todo o resto por 20 anos;

Temos presidente biônico envolvido e cercado de corruptos em todos os ministérios;

Cortaram os Bolsa Família e voltamos a ter crianças pedindo dinheiro nos sinais de trânsito;

Juros bancários disparam e rendimento da poupança despenca.

E ao invés de discutirmos como combater a desigualdade, estamos lutando para que juízes, promotores e políticos não ganhem ainda mais privilégios.

Até o meu time, o Grêmio, voltou a ganhar títulos e tem um time gaúcho na segunda divisão!

Vocês conseguiram o país de vocês de volta. Aquele dos anos 90.

Parabéns mesmo, foi um trabalho primoroso."

Fernando Horta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário