Alamanaqueiras: ou não queiras.

Alamanaqueiras: ou não queiras.

sábado, 22 de outubro de 2016

um dia que parece antigamente.

    Luís Costa Pinto


Car@s, uma das frases mais precisas usadas para definir o circo místico e voador que é o Brasil foi pronunciada por Pedro Malan, em 2003, depois de constatar que Lula faria um bom início de governo: "o Brasil é tão estranho que, aqui, até o passado é incerto", declarou o ex-ministro da Fazenda de Fernando Henrique Cardoso confrontado com a surpresa de ver que não estava certo em suas previsões catastróficas de caos com a assunção de um governo de linha popular e convicções diferentes do anterior. Pois bem, eis que o amanhecer frio e chuvoso desse sábado brasiliense de 22 de outubro nos lança de volta ao passado por vários motivos:1. A cidade nunca mais fora tão agradavelmente fria e úmida como hoje. Fazia tempos que o céu cinza-chumbo, lindo, não dava o ar frio de sua graça na capital da República. 



2. A operação da PF e do MP, ontem, no Senado, trouxe de volta uma retórica de parlamentares em defesa das prerrogativas de seus mandatos e da independência dos poderes que tem razões de ser - mas que não foram invocadas em momentos outros nos quais se esmagou esse mesmo princípio basilar. Um deles: a gravação e divulgação de áudios em conversa entre uma presidente da República (Dilma) e seu chefe nomeado para a Casa Civil (Lula) em ação depois - e inutilmente depois - reconhecida como ilegal pelo Supremo. Em tempo: o dia de ontem combina com o cinza-chumbo do céu de Brasília de hoje.

3. Sentir prazer genuíno de ler a Veja. Amig@s, pasmem: se há algo que DEVE ser lido nesse fim de semana é a Veja - que nos remete, em forma e conteúdo, àquela revista do início dos anos 1990. Da reportagem sobre a prisão de Eduardo Cunha e os bastidores preciosos nela contidos, à reportagem sobre o inquérito perdido de Marcelo Crivella, passando pelo texto sobre entregas de dinheiro de Sérgio Machado, autoritarismo no IPEA, escândalo na Unip e a operação Cavalo de Tróia urdida para perdoar quem se beneficiou de caixa dois eleitoral, tudo tem de ser lido. E há reportagem ali.

É, parece que a Velha Senhora resolveu voltar e se instalar entre nós. Ou é o fim do mundo, ou é o começo de um novo tempo. Só sei que, zen que sou, vou é curtir um dia que parece antigamente.
Vale, vale.

Nenhum comentário:

Postar um comentário